Porta-voz do Africom diz que pelo menos 19 aviões americanos atacaram alvos no país durante o amanhecer

Um dia depois de forças europeias e americanos terem começado uma ampla campanha de ataques contra o regime de Muamar Kadafi, o líder líbio fez um novo discurso desafiador no domingo, prometendo retaliação e dizendo que seus seguidores empreenderiam uma longa luta para a vitória.

Há informações de que as forças aliadas mantêm a pressão sobre o líder líbio neste domingo. Citado pela France Presse, Kenneth Fidler, um porta-voz do Comando África dos EUA (Africom) em Stuttgart, Alemanha, afirmou que pelo menos 19 aviões americanos, entre eles três bombardeiros furtivos B2 ("Stealth bomber"), atacaram alvos na Líbia neste domingo durante o amanhecer.

O bombardeio foi executado por "três B2 da Força Aérea americana, assim como por aviões F15 e F16 da Força Aérea, e por um AV8-B Harrier do corpo de marines", disse Fidler. Segundo o New York Times, o alvo seria uma grande base aérea líbia.

De acordo com correspondentes da AFP e rebeldes, dezenas de veículos militares de Kahafi, entre eles tanques, foram destruídos neste domingo por bombardeios aéreos no oeste de Benghazi, reduto dos insurgentes. Tanques destruídos, canhões de artilharia queimados e corpos de membros das forças pró-Kadafi eram visíveis no local bombardeado, situado a cerca de 35 a oeste de Benghazi.

*AFP e New York Times

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.