EUA pedem contenção a forças da Argélia e respeito a direitos

EUA reafirma apoio aos direitos universais dos argelinos, o que inclui a liberdade de reunião e de expressão, inclusive na web

EFE |

O Governo dos Estados Unidos fez neste domingo um apelo às forças de segurança da Argélia para que se contenham durante os protestos e pediu às autoridades argelinas que respeitem os direitos universais da população.

"Tomamos nota dos protestos em curso na Argélia e fazemos um apelo aos serviços de segurança para que se contenham", afirmou o porta-voz do Departamento de Estado, Philip Crowley, em comunicado. "Além disso, reafirmamos nosso apoio aos direitos universais dos argelinos, o que inclui a liberdade de reunião e de expressão. Esses direitos também se aplicam à internet", afirmou.

"E mais, esses direitos têm que ser respeitados", destacou o porta-voz, que assegurou que o Governo de Barack Obama seguirá acompanhando a situação na Argélia nos próximos dias. As declarações do Departamento de Estado são feitas depois que neste sábado um impressionante aparato policial impediu pela força que milhares de pessoas se manifestassem nas ruas de Argel em reivindicação pela democratização do regime argelino.

    Leia tudo sobre: Argéliaargelinorevoltamundo árabe

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG