Egito pede congelamento de bens de ex-funcionários do governo

França, Alemanha e Reino Unido analisarão pedido de autoridades egípcias contra ex-membros da administração de Hosni Mubarak

iG São Paulo |

Em um dia de protestos por reajustes salariais, com cerca de 2 mil empregados de setores públicos e privados exigindo melhores condições de trabalho no Egito, autoridades egípcias pediram a diversos países que congelem bens de altos funcionários do governo do ex-presidente Hosni Mubarak, deposto na sexta-feira, depois de 18 dias de manifestações contrárias ao seu governo.

AFP
Funcionários de empresa de tecelagem saem às ruas em Mansoura, 120 quilômetros ao norte do Cairo, nesta segunda-feira
As autoridades egípcias pediram à França, Alemanha e Reino Unido que congelem os bens de ex-altos funcionários do país, mas não os do ex-presidente Hosni Mubarak, nem de sua família. "Examinaremos essa petição e, certamente, cooperaremos com as autoridades egípcias", acrescentou o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores francês, Bernard Valero.

Autoridades da Alemanha e do Reino Unido também confirmaram o pedido feito por autoridades egípcias para o congelamento de bens de ex-funcionários do governo de Mubarak. "Recebemos um pedido do governo egípcio para congelar os bens de vários ex-dirigentes egípcios", disse Hague no Parlamento. "Desde então, cooperamos com esta solicitação, trabalhando com a União Europeia e com nossos parceiros internacionais, tal como já fizemos no caso da Tunísia. Se existirem provas de evasão de divisas ou uso ilegal de fundos públicos, tomaremos medidas firmes e rápidas", insistiu.

O chefe do grupo de 17 ministros de Finanças da Zona do Euro, Jean-Claude Juncker, mostrou-se favorável ao congelamento na União Europeia dos bens de Mubarak, como já fez a Suíça na sexta-feira passada.

Na sexta-feira, logo após a renúncia de Mubarak, o governo suíço anunciou o congelamento de quaisquer bens que pertençam ao ex-presidente egípcio ou sua família na Suíça.

*Com AFP

    Leia tudo sobre: egitohosni mubarakoposiçãomanifestaçõesbens

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG