Egito condena ex-ministro do Comércio a cinco anos de prisão

Rashid Mohamed Rashid, acusado de desvio de verba pública, faz parte de políticos do gabinete de Mubarak que estão sendo julgados

iG São Paulo |

O ex-ministro do Comércio egípcio Rashid Mohamed Rashid foi condenado no sábado a cinco anos de prisão por desvio de verba pública.

A corte criminal do Cairo setenciou Rashid à prisão e a uma multa de US$ 1,6 milhões. O ex-ministro do Comércio é o último de uma série de membros do gabinete do ex-presidente Hosni Mubarak condenados por crimes cometidos durante a presidência do ex-líder.

Vários empresários e políticos do núcleo central do regime de Mubarak, derrubado em 11 de fevereiro por uma revolta popular, são alvos de inquéritos ou processos por enriquecimento ilegal e corrupção.

No mês passado, o ex-ministro do Turismo Zoheir Garranah também foi setenciado a cinco anos de prisão por desvio de fundos públicos e enriquecimento ilícito. 

Em maio, o ex-ministro do Interior Habib El Adly foi condenado a 12 anos de prisão por corrupção. Ele também é julgado por envolvimento na morte de manifestantes durante os protestos que levaram à renúncia de Mubarak. O ex-ministro das Finanças Youssef Boutros Ghali também é acusado de desvio de verbas.

O ex-líder Hosni Mubarak também enfrenta um processo em que é acusado de ter ordenado a morte de manifestantes durante protestos contrários ao seu governo. Seus dois filhos também estão detidos por conexão com as mortes.

*Com informações da CNN

    Leia tudo sobre: egitoministrohosni mubarak

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG