Corpos de jornalista e fotógrafo mortos na Síria seguem para Paris

Em Damasco, governo francês recebeu os corpos da americana Marie Colvin e do francês Rémi Ochlick

AFP |

Os corpos da jornalista americana Marie Colvin e do fotógrafo francês Rémi Ochlick, mortos no dia 22 de fevereiro no bairro rebelde de Baba Amr, na cidade síria de Homs, seguiam na noite deste sábado de Damasco para Paris, informou à AFP o embaixador francês Eric Chevallier.

Leia também: Jornalistas franceses conseguem deixar a Síria

"Posso confirmar que os corpos de Rémi Ochlick e Marie Colvin estão a bordo do voo da Air France que partiu de Damasco com destino a Paris".

O voo Air France 571 entre Damasco e Paris, com escala em Amã, decolou às 22H25 GMT (19h25 Brasília).

Dois caixões negros com cruzes de metal haviam deixado o "Hospital Francês" de Damasco às 19H00 GMT (16H00) em um comboio com o embaixador francês e dois diplomatas poloneses, que representaram os Estados Unidos.

Rémi Ochlik, 28 anos, e Mary Colvin, 50, foram mortos em um violento ataque realizado pelo exército sírio contra Baba Amr, na ocasião em poder dos rebelde em Homs.

O bombardeio atingiu um apartamento transformado em "centro de imprensa" pelos jornalistas, que entraram de forma clandestina em Homs.

    Leia tudo sobre: Síriajornalistasmundo árabeMarie ColvinRémi Ochlick

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG