Choques de manifestantes e policiais seguem no Bahrein

Milhares de pessoas se concentraram na estrada de Budaiya após morte de jovem

EFE |

Os choques entre manifestantes e a polícia continuaram pelo terceiro dia consecutivo no Bahrein, onde milhares de pessoas tentaram realizar neste sábado um protesto pela morte de um jovem na quinta-feira.

Milhares de pessoas se concentraram na estrada de Budaiya em um ato que terminou em confronto com os policiais, que utilizaram gás lacrimogêneo e dispararam balas de borracha para dispersar os manifestantes. Muitas crianças e mulheres ofereceram flores aos policiais para ressaltar o caráter pacífico do protesto.

Em março: Bahrein impõe toque de recolher após protesto com mortes

Várias pessoas ficaram feridas, segundo comprovou a Agência Efe, embora ainda não haja números oficiais sobre as vítimas dos choques, que se estenderam a outras áreas próximas e ainda prosseguem.

Os distúrbios começaram na quinta-feira à noite após a morte de Ali Ahmad Radi al-Qassab, de 22 anos, que morreu atropelado quando supostamente era perseguido pelas forças de segurança. Seu funeral ocorreu na sexta-feira no povoado de Abu Seba, ao norte de Manama, e contou com a participação de centenas de pessoas, que também enfrentaram a polícia.

O Bahrein é um pequeno reino no Golfo Pérsico com uma maioria xiita de 70% da população e que desde 14 de fevereiro vem sendo palco de uma série de protestos em reivindicação por reformas democráticas à minoria sunita que governa o país.

    Leia tudo sobre: Bahreinprotestos

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG