Bento XVI pede cessar-fogo e diálogo na Líbia

Papa demonstrou preocupação com a segurança da população civil

AFP |

O papa Bento XVI fez um apelo neste domingo, à comunidade internacional e a todas as partes envolvidas, em prol de negociações para um cessar-fogo na Líbia.

"Peço às organizações internacionais e a todos aqueles que possuem responsabilidades políticas e militares que comecem um diálogo imediatamente para suspender a utilização das armas", declarou o pontífice depois da missa dominical do Angelus no Vaticano.

"Diante das notícias cada vez mais dramáticas vindas da Líbia, minha preocupação com a segurança da população civil aumenta, assim como meu temor pela atual evolução (dos acontecimentos), marcada pelo uso das armas", indicou.

O papa estimou ainda que "nos momentos de maior tensão, torna-se mais urgente a exigência de recorrer a todos os meios da diplomacia, e de apoiar também o mais débil sinal de abertura e vontade de reconciliação".

Por fim, Bento XVI expressou seu desejo de que "soluções pacíficas e duradouras (sejam o objetivo) entre todas as partes envolvidas".

    Leia tudo sobre: PapaVaticanoreligiãoLíbiaconflito

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG