Aumentam protestos no Kuwait por mudança de primeiro-ministro

Manifestantes pedem maior liberdade política e fim da corrupção

Reuters |

Centenas de kuwaitianos protestaram nesta terça-feira, dia 8, exigindo a queda do primeiro-ministro e maior liberdade política no país do Golfo Pérsico, o quarto maior exportador mundial de petróleo. Os manifestantes se reuniram em um estacionamento chamado por eles de "Praça da Mudança", em frente a um edifício do governo, e pediam que o xeque Nasser al-Mohammad al-Sabah renunciasse.

Os participantes do protesto gritavam em árabe "O povo quer que a corrupção vá embora" e "Vá, vá Nasser", em frente a uma grande faixa com os dizeres "Um novo governo com um novo primeiro-ministro, com uma nova abordagem".

"Todos aqui querem a mudança do primeiro-ministro porque ele não fez nada pelo país nos últimos cinco anos", disse Abu Khalid al-Owaihan, um dos manifestantes. "Queremos um novo país com hospitais. Há muito poucos e o nível de educação é muito baixo".

Além da substituição de Nasser, alguns organizadores do protesto exigem a indicação de um político que não seja da família de al-Sabah, que vem governando o Kuwait há cerca de 250 anos.

O primeiro-ministro, sobrinho do governante, já sobreviveu a duas moções de não-cooperação no Parlamento desde que foi indicado pelo emir em 2006. Todas as outras pastas importantes, como Defesa, Interior e Relações Exteriores, também são comandadas pelos al-Sabahs. O emir tem a palavra final sobre todas as questões políticas.

    Leia tudo sobre: kuwaitprotestos

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG