EUA vão destruir no mar as armas químicas mais perigosas da Síria

Por Agência Brasil |

compartilhe

Tamanho do texto

Anúncio foi pelo pela Opaq neste sábado (30). Armas seriam destruídas com reação química chamada hidrólise

Agência Brasil

Os Estados Unidos vão destruir a parte mais perigosa do arsenal de armas químicas da Síria em um de seus navios que estão em alto-mar, anunciou neste sábado (30) a Organização para a Proibição de Armas Químicas (Opaq). “As operações de neutralização serão conduzidas em um navio norte-americano no mar, usando a hidrólise [reação química] ”, disse em comunicado.

Conheça a nova página do Último Segundo

Ataque: Confrontos por questão síria deixam quatro mortos no Líbano

A Opaq, com sede em Haia, na Holanda, diz que as forças norte-americanas estão adaptando um navio para suportar esse tipo de operação e cumprir os requisitos impostos pela própria organição. A operação tem como objetivo destruir as “armas químicas prioritárias”, as mais perigosas de todo o arsenal à disposição das Forças Armadas do regime de Bashar Al Assad.

As armas precisam ser retiradas do país até o fim do ano, após a assinatura de tratado internacional com Damasco para evitar uma intervenção militar externa no país. Um plano final para a destruição das armas químicas da Síria deve ser aprovado até 17 de dezembro.

*com Agência Lusa

Leia tudo sobre: síriamundo árabeeuaassadarmas químicas

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas