Surto de pólio atinge nordeste da Síria e pode se espalhar por região, diz ONU

Por iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Organização Mundial da Saúde confirma 10 casos de poliomielite no país, o primeiro surto em 14 anos

A agência de saúde da ONU disse nesta terça-feira (29) que confirmou 10 casos de poliomielite no nordeste da Síria, o primeiro surto de doenças no país em 14 anos, com risco de se espalhar por toda a região.

Conheça a nova home do Último Segundo

AP
Menino refugiado sírio senta no chão de um acampamento temporário de refugiados na cidade libanesa de Al-Faor, próxima a fronteira com a Síria, no Líbano (11/9)

Autoridades estão investigando outros 12 casos que possuem sintomas de pólio, disse o porta-voz da Organização Mundial da Saúde (OMS) Oliver Rosenbauer.

Ele disse que os casos confirmados estão entre bebês e crianças que não estavam imunizadas. "O risco de se espalhar pela região é alto", disse Rosenbauer.

ONU: Número de mortos na guerra da Síria passa de 100 mil

Fora dos holofotes: Debate sobre armas químicas ofusca crise humanitária

A Síria lançou uma campanha de vacinação no país dias depois da divulgação de um relatório da OMS que dizia que havia relatos de casos de paralisia aguda em Deir el-Zour. A paralisia é um sintoma da poliomielite.

Quase todas as crianças sírias foram vacinadas contra a doença antes do início da guerra civil no país, que teve início a dois anos e meio. O último caso de pólio na Síria datava de 1999.

Órgão da ONU: Refugiados sírios chegam a mais de 2 milhões

Unicef: Cresce trabalho infantil entre refugiados sírios no Líbano

O conflito sírio, que teve início com manifestações pacíficas pela derrubada do presidente Bashar al-Assad em março de 2011 se tornou uma crise humanitária de larga escala, deixando mais de 100 mil mortos e 2 milhões de refugiados.

Uma autoridade da ONU alertou que as doenças estão se espalhando pela falta de acesso a suprimentos básicos de higiente e vacinas.

Com AP

Leia tudo sobre: poliomielitepóliodoençasíriamundo árabeassadprimavera árabe

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas