Confrontos na sexta-feira também causaram 1330 feridos no país

Reuters

Confrontos violentos em todo o Egito entre simpatizantes da Irmandade Muçulmana e forças de segurança mataram 173 pessoas na sexta-feira, incluindo 95 na região central da capital Cairo, disse o Ministério da Saúde do país neste sábado.

O ministério disse ainda que 1.330 pessoas ficaram feridas em todo o país, com 596 feridas nos confrontos no Cairo.

Quinta: ONU pede controle a lados rivais; Irmandade convoca dia da ira

Veja imagens do 'Dia da Ira": 


Toque de recolher: Egito declara um mês de estado de emergência

Governo: Egito defende repressão sangrenta contra partidários de Morsi

Perguntas e respostas: Entenda as causas dos conflitos no Egito

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.