Ataque aéreo mata ao menos 15 pessoas na Síria, incluindo nove crianças

Por Reuters |

compartilhe

Tamanho do texto

Bombardeio ocorreu na cidade de Aleppo. Presidente Bashar al-Assad disse à televisão turca que uma vitória rebelde desestabilizaria o Oriente Médio por décadas

Reuters

Um ataque aéreo do governo sírio matou 15 pessoas neste sábado (06), incluindo nove crianças, em um bairro do norte da cidade de Aleppo, onde combatentes curdos têm lutado contra as forças leais ao presidente Bashar al-Assad, disse um grupo de monitoramento da violência.

Leia também:
Ajuda militar para rebeldes da Síria aumenta com 'empurrão' da CIA
Março foi mês mais sangrento na guerra da Síria, diz grupo de monitoramento

Reuters
Manifestantes protestam contra o presidente Bashar al-Assad em Aleppo, na Síria, na última semana

O Observatório Sírio para os Direitos Humanos disse que um avião tinha bombardeado as fronteiras ocidentais do Maqsoud Sheikh, distrito de Aleppo, a maior cidade da Síria, onde as forças de Assad têm lutado contra rebeldes por nove meses.

Em Damasco, a imprensa estatal disse que os rebeldes dispararam um morteiro no centro da capital, matando uma pessoa, ferindo vários outros e causando danos em edifícios e carros nas proximidades.

Mais:
'Pertences mais preciosos' revelam drama de refugiados sírios
Rebeldes tomam controle de base estratégica no sul da Síria

Assad perdeu territórios no norte e leste do país e rebeldes detêm vários distritos do leste e do sul de Damasco e colocam um desafio crescente na província meridional de Deraa - berço da revolta de dois anos - o que poderia se tornar uma plataforma para um ataque mais feroz na capital.

O presidente sírio disse à televisão turca que uma vitória rebelde desestabilizaria o Oriente Médio por décadas.

Leia tudo sobre: mundo árabesíriaprimavera árabeassad

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas