Chefe da oposição síria se reunirá com EUA, Rússia e ONU

Por Reuters | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Reunião tentará superar divergências sobre como encerrar a guerra civil na Síria

Reuters

AP
Ministro do Exterior alemão Guido Westerwelle, à direita, cumprimenta o enviado da ONU Lakhdar Brahimi

O líder da oposição síria deve se encontrar neste sábado com autoridades de Estados Unidos, Rússia e ONU (Organização das Nações Unidas) em Munique, na Alemanha, e pode ter uma rara chance de superar as divergências sobre como encerrar a guerra civil na Síria.

Leia: Síria apresenta queixa à ONU e ameaça retaliar ataque de Israel

O vice-presidente dos EUA, Joe Biden, o chefe da Coalizão Nacional Síria, Moaz Alkhatib, o enviado da ONU, Lakhdar Brahimi, e o ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, devem participar do encontro, mas não necessariamente na mesma mesa, como espera a oposição síria.

Biden lamentou a falta de acordo entre as partes, principalmente Moscou e Washington, na questão de como resolver a crise síria. Mas ninguém pode duvidar "da situação cada vez mais desesperadora do povo sírio e da responsabilidade da comunidade internacional de resolver esse sofrimento", disse.

Alerta: Rússia expressa preocupações por informações de ataque de Israel na Síria 

Forças do governo e rebeldes se enfrentaram novamente em várias regiões da Síria, incluindo os arredores da capital, Damasco, mas não houve informações sobre vítimas, de acordo com ativistas e o Observatório Sírio para os Direitos Humanos.

Leia tudo sobre: síriaprimavera árabeoposiçãoassad

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas