ONU pede aos vizinhos da Síria que mantenham fronteiras abertas para êxodo

Por Reuters |

compartilhe

Tamanho do texto

Mais de 30.000 sírios chegaram este ano campo de refugiado de Zaatri, o principal da Jordânia. Turquia afirmou que seus campos ficam cheios logo quando são montados

Reuters

A Organização das Nações Unidas (ONU) fez um apelo aos vizinhos da Síria que mantenham abertas suas fronteiras aos civis que fogem do conflito e disse que o êxodo para a Jordânia é "absolutamente dramático".

Mais: Crise de refugiados sírios na Jordânia atinge ponto crítico
ONU: Mais de metade dos refugiados sírios são crianças

AP
Refugiados sírios abrem caminho na lama no campo em Zaatari, próximo à fronteira da Síria com a Jordânia

Mais de 30.000 sírios chegaram este ano campo de refugiado de Zaatri, o principal da Jordânia, incluindo 4.400, na quinta-feira (24), e outros 2.000 à noite, disse a ONU. A maioria estava deixando a área de Deraa, em combate, por falta de alimentos e combustível.

Acnur: Refugiados sírios superam marca de meio milhão
Vídeo: Refugiados sírios vivem situação de miséria e desespero

A Turquia afirmou que os campos estão ficando cheios logo que são montados. Autoridades na Jordânia afirmaram esta semana que deixariam suas fronteiras abertas, mas queriam que outros países ajudassem.

"É absolutamente dramático o fluxo de pessoas que continua a chegar à Jordânia", disse Melissa Fleming, porta-voz-chefe do Alto Comissariado para Refugiados da ONU (Acnur), durante uma entrevista à imprensa em Genebra.

Segundo a porta-voz, o orgão da ONU pediu aos governos da Jordânia, Líbano e Turquia que deixem as fronteiras abertas e não as fechem.

Leia tudo sobre: onusíriamundo áraberefugiadosprimavera árabe

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas