Internet para de funcionar na Síria em meio a combates perto de aeroporto

Blecaute online é sem precedentes nos 20 meses do levante popular contra presidente Assad

iG São Paulo |

Serviços de internet estavam fora do ar através da Síria nesta quinta-feira, enquanto rebeldes e tropas do governo travavam duras batalhas perto do aeroporto de Damasco, ferindo dois austríacos membros das forças de paz e forçando companhias aéreas internacionais a suspender seus voos.

Ataque: Dupla explosão deixa 34 mortos na capital da Síria

AP
Sírios caminham em rua destruída que foi atacada na quarta por aviões das forças de Assad em Homs

Ativistas:  Ataque da Síria com bombas de cacho mata dez crianças

Ativistas acusaram o governo de cortar a internet e alertaram que a medida é um sinal de que o regime prepara uma grande ofensiva contra seus opositores. O governo negou que a internet estivesse fora do ar nacionalmente, mas forneceu justificativas conflitantes para o que disse ser apenas quedas regionais causadas por terroristas e falhas técnicas.

Avanço: Rebeldes sírios dizem ter capturado base a leste de Damasco

Saiba mais: Rebeldes dizem ter capturado base militar em província no leste da Síria

O blecaute online, que duas companhias com base nos EUA que monitoram conectividade confirmaram como uma falha nacional do serviço, é sem precedentes nos 20 meses do levante sírio contra o presidente Bashar al-Assad. As forças do regime sofreram uma série de derrotas táticas em semanas recentes, perdendo bases aéreas e uma represa hidrelétrica , e o apagão da internet pode ser uma tentativa do governo de impedir novas ofensivas rebeldes cortando as comunicações.

As autoridades também frequentemente cortam linhas telefônicas e acesso à internet em áreas selecionadas onde as forças do regime conduzem grandes operações militares para atrapalhar a comunicação entre os rebeldes. Ativistas na Síria contatos nesta quinta por telefones via satélite confirmaram o blecaute e disseram que serviços de telefonia móvel também tinham caído em determinadas áreas.

Sofrimento: Refugiados sírios vivem situação de miséria e desespero

Com a pressão crescente sobre o regime em várias frentes, e com as forças de governo de joelhos na batalha crucial pela cidade comercial de Aleppo (norte), os rebeldes têm tentado pressionar seu caminho de volta para Damasco depois de terem sido expulsos da capital em uma ofensiva em julho.

Nesta quinta, os rebeldes enfrentaram as forças leais a Assad perto do aeroporto internacional de Damasco, forçando o fechamento da principal estrada para o aeroporto e fazendo com que a companhia aérea Emirates, de Dubai, suspendesse voos para a capital síria.

Um oficial sênior da União Europeia disse que Assad parecia se preparar para um confronto militar nos arredores de Damasco, possivelmente isolando a cidade com uma rede de postos de controle. "Nos arredores de Damasco, há morteiros e mais ataques. O regime está pensando em se proteger com postos de controle nos próximos dias. Parece que o regime se prepara para uma grande batalha em Damasco."

Assad luta contra uma insurgência que emergiu de protestos pacíficos há 20 meses e se intensificou, após uma repressão, para uma guerra civil. Segundo ativistas, o conflito deixou ao menos 40 mil mortos.

*Com AP e Reuters

    Leia tudo sobre: síriadamascoassadmundo árabeprimavera árabe

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG