Dupla explosão deixa 34 mortos na capital da Síria

De acordo com TV estatal, dois carros-bomba foram detonados no subúrbio de Damasco; rebeldes dizem ter derrubado avião de combate na província de Aleppo

iG São Paulo | - Atualizada às

A explosão de dois carros-bomba deixou ao menos 34 mortos nesta quarta-feira no subúrbio da capital da Síria, Damasco, informou a TV estatal do país. No mesmo dia, ativistas da oposição disseram que rebeldes derrubaram um avião de combate na província de Aleppo.

Segundo a TV estatal síria, os dois carros com explosivos foram detonados pouco depois das 6h40 do horário local (2h40 no horário de Brasília) em Jaramana, no leste de Damasco. O bairro é majoritariamente favorável ao presidente Bashar Al-Assad e tem população principalmente cristã e drusa.

Vídeo:  Refugiados sírios vivem situação de miséria e desespero

AP
Imagem divulgada pelo governo sírio mostra soldado (direita) e cidadãos em locais danificados por explosões em Damasco

A agência de notícias estatal Sana descreveu os ataques como "explosões terroristas", termo utilizado principalmente para os ataques dos rebeldes muçulmanos sunitas que lutam para derrubar Assad, um membro da minoria síria alauíta, que é ligada ao islamismo xiita.

A Sana disse que os carros-bomba causaram sérios danos a vários prédios. Duas bombas menores também explodiram em Jaramana mais ou menos ao mesmo tempo.

Leia também:  Ataque da Síria com bombas de cacho mata dez crianças, dizem ativistas

A emissora de TV Addounia exibiu imagens de bombeiros apagando as chamas nos dois veículos. Destroços de construções vizinhas destruíram vários outros carros ao redor.

Avião de combate

Rebeldes disseram ter derrubado nesta quarta-feira um caça-bombardeiro da Força Aérea da Síria na região norte do país, perto da fronteira com a Turquia. A queda do avião provocou uma violenta explosão, segundo um jornalista da AFP que estava a poucos quilômetros do local.

Saiba mais: Veja o especial do iG sobre as revoltas no mundo árabe

O Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH) afirmou que o avião foi derrubado por um míssil disparado pelos rebeldes e que o caça caiu em Daret Ezza, uma região da província de Aleppo, perto da fronteira com Idleb.

Os dois pilotos do avião derrubado se ejetaram com paraquedas, segundo testemunhas. Um deles foi capturado e o paradeiro do outro é desconhecido, acrescentaram.

Esta foi a segunda aeronave derrubada por mísseis rebeldes em menos de 24 horas. Na terça-feira, os rebeldes derrubaram um helicóptero com um míssil terra-ar nas proximidades de Aleppo.

Segundo o OSDH, os rebeldes conseguiram obter recentemente dezenas de mísseis terra-ar, o que pode acabar com a supremacia aérea do regime e mudar a evolução do conflito.

Com Reuters, AP e AFP

    Leia tudo sobre: síriamundo árabeprimavera árabeassad

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG