Diplomata saudita é morto a tiros na capital do Iêmen

Ataque de homens armados contra veículo oficial também mata segurança; Arábia Saudita combate terroristas que formam bases no território iemenita

iG São Paulo |

Um diplomata da Arábia Saudita e seu segurança foram mortos a tiros nesta quarta-feira na capital do Iêmen, Sanaa, afirmaram autoridades iemenitas. O diplomata, que não foi identificado, se dirigia à embaixada quando seu carro foi atacado por homens armados que estavam em outro veículo.

Leia também: Homens mascarados matam funcionário da Embaixada dos EUA no Iêmen

De acordo com a rede de TV Al-Arabiya, os atiradores estavam vestidos com uniformes militares. Acredita-se que o diplomata seja um assistente militar na Embaixada da Arábia Saudita em Sanaa. Não foram divulgados mais detalhes sobre o incidente.

A Arábia Saudita está envolvida em combates contra grupos militantes inspirados pela Al-Qaeda.

Integrantes desta e de outras redes terroristas islâmicas aproveitam o complexo cenário político do Iêmen para estabelecer bases no país.

Analistas afirmam que um grande número de jihadistas sauditas cruzaram a fronteira para se unir a grupos terroristas no Iêmen. No início do ano, o vice-cônsul da Arábia Saudita no Iêmen foi sequestrado pela Al-Qaeda.

O Iêmen pediu ajuda à Arábia Saudita para continuar com seu processo de transição democrática após a saída do poder do presidente Ali Abdullah Saleh , no início do ano, e para melhorar a crítica situação econômica do país, que enfrenta também o problema do terrorismo.

A segurança na segunda maior cidade do país, e no sul do Iêmen em geral, deteriorou-se durante a turbulência política que começou com protestos massivos contra Saleh no início de 2011, em que facções militares pró e contra Saleh se enfrentaram, assim como milícias tribais.

Com AP e BBC

    Leia tudo sobre: iêmenmundo árabearábia saudita

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG