Turquia pedirá mísseis da Otan para fronteira síria, diz Alemanha

País deve pedir que Aliança Atlântica instale Patriots em sua fronteira de 900 km com a Síria, para se defender de ataques lançados por vizinho em meio à guerra civil

iG São Paulo |

A Turquia deve pedir nesta segunda-feira à Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte) que instale mísseis na fronteira do país com a Síria para se defender dos bombardeios lançados do vizinho em consequência de uma guerra civil, disse o ministro da Defesa da Alemanha.

Escalada: Golfo reconhece oposição síria; conflito se aproxima de Israel e Turquia

AP
Rebelde sírio dispara durante choques com forças do Exército sírio na cidade de Harem, perto de Idlib (17/11)

Advertência: Turquia promete aumentar resposta se Síria não suspender ataques

Apenas os EUA, a Holanda e a Alemanha têm os apropriados mísseis Patriot disponíveis. A Alemanha analisaria tal solicitação "com solidariedade", disse o ministro Thomas de Maiziere.

"Acredito que haverá um pedido do governo turco hoje à Otan para o envio dos mísseis Patriot para a fronteira turca", disse em Bruxelas, durante um encontro de ministros da Defesa da União Europeia. "Se um parceiro nos solicita tal medida, está claro para nós que vamos analisar de forma aberta e com solidariedade."

O ministro disse também que a resposta da Alemanha vai depender dos detalhes da solicitação. "Mas se tivermos mísseis Patriot na fronteira turca, isso acontecerá com soldados alemães."

A Turquia está em negociação com os aliados da Otan sobre como reforçar a segurança em sua fronteira de 900 quilômetros com a Síria, após inúmeras bombas lançadas durante a guerra civil na Síria terem caído em território turco.

O secretário-geral da Aliança Atlântica, Anders Fogh Rasmussen, disse que a Otan vai considerar "prioritário" debater sobre o pedido se o governo turco fizer a solicitação. "A situação ao longo da fronteira síria e turca é muito inquietante. Temos a estratégia definida para defender a Turquia se for necessário", afirmou.

*Com Reuters e AFP

    Leia tudo sobre: mísseis patriotturquiaotansíriamundo árabeprimavera árabeassad

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG