Iêmen: Homens mascarados matam funcionário da embaixada dos EUA

Qassem Aqlan, chefe da equipe de segurança da embaixada, teria sido morto por membros da Al Qaeda da Península Arábica

Reuters |

Reuters

Homens armados usando máscaras mataram um cidadão do Iêmen que estava a caminho do trabalho na embaixada dos EUA em Sanaa, nesta quinta-feira, informou uma fonte do setor de segurança. Este é o episódio mais recente de uma série de assassinatos no país árabe onde forças de segurança enfrentam militantes da Al Qaeda.

Os homens armados, que estavam em uma motocicleta, abriram fogo contra o carro onde estava Qassem Aqlan, o chefe da equipe de segurança da embaixada, no centro da capital iemenita, disse a fonte à Reuters.

AP
Manifestantes depredam prédio da embaixada dos Estados Unidos no Iêmen (arquivo)

"Essa operação (de assassinato) tem as impressões digitais da Al Qaeda, que já realizou operações similares antes", disse a fonte, que pediu anonimato.

A Al Qaeda na Península Árabe, que tem base no Iêmen, e outros grupos militantes reforçaram a atuação em áreas do país durante a revolta da Primavera Árabe que terminou por derrubar o presidente Ali Abdullah Saleh, em fevereiro.

Houve uma série de tentativas de assassinato, algumas delas bem-sucedidas, contra autoridades da área de segurança e políticos desde que o Exército do Iêmen atacou combatentes islâmicos em várias cidades do sul do país.

Os Estados Unidos, cientes do poder da Al Qaeda na região, tem utilizado aeronaves não tripuladas para atacar supostas posições dos militantes, com o apoio do sucessor de Saleh, Abd-Rabbu Mansour Hadi.

Homens armados com metralhadoras e foguetes também atacaram um posto de segurança em al-Delea, no sul do país, na noite de quarta-feira, deixando dois policiais feridos.

    Leia tudo sobre: iêmeneuaal qaeda península arábicaembaixada

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG