Primeiro-ministro da Líbia é retirado do cargo pelo Parlamento

Eleito após queda de Kadafi, Mustafa Abu Shagur não passa por votação após apresentar gabinete 'de emergência'

iG São Paulo |

AFP
O premiê líbio, Mustafa Abu Shagur, em foto de setembro

O Parlamento da Líbia aprovou neste domingo uma medida que retira do cargo o recém-eleito primeiro-ministro do país, Mustafa Abu Shagur. Ele foi o primeiro premiê eleito do país desde a queda do ex-líder Muamar Kadafi, que foi morto em outubro.

Leia também:  Premiê da Líbia retira lista com nomes para formação de novo governo

Durante a votação, a remoção de Shagur do cargo recebeu 125 votos a favor e 44 a contra. Houve 17 abstenções. Um novo premiê precisa ser escolhido em até quatro semanas.

A decisão aconteceu após Shagur apresentar neste ao Parlamento um governo que classificou como "gabinete de crise", composto por dez ministros, que provocou forte resistência.

O primeiro-ministro interino anunciou ainda que assumiria o cargo de chefe de governo e a pasta das Relações Exteriores, até que um titular fosse nomeado. A nova lista foi um alternativa a outra, apresentada durante a semana, de 25 ministros.

Parlamentares consideraram que ela não refletia o princípio de união nacional e que não era representativa de todas as regiões do país.

Com EFE

    Leia tudo sobre: líbiamundo árabeprimavera árabe

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG