Milhares tomam as ruas da Jordânia em protesto contra rei Abdullah 2°

Manifestação acontece apenas um dia depois que o monarca dissolveu o Parlamento

iG São Paulo |

Apenas um dia depois de dissolver o Parlamento e convocar novas eleições legislativas, o rei Abdullah 2°, da Jordânia, vivenciou mais uma onda de revoltas no país. Milhares de manifestantes tomaram as ruas da capital Amã cobrando mudanças na estrutura política da nação e mudanças na constituição. As demonstrações foram organizadas pela Irmandade Muçulmana e não registraram atos violentos.

A principal marcha pedia menos poder ao rei e mudanças na constituição - Abdullah 2° tem total controle para escolher o primeiro-ministro e a maioria de seus parlamentares. Carregando bandeiras da Jordânia, manifestantes gritavam contra a corrupção desenfreada que assola o país. Dados divulgados por agências de notícias mostram que a economia vai mal e que a população sofre com a inflação galopante.

Reuters
Manifestantes tomam as ruas de Amã, na Jordânia, em protesto contra o rei Abdullah 2°

O ministro das Relações Exteriores, Nasser Judeh, disse à rede CNN que os protestos na capital reuníram "no máximo" 8 mil pessoas. Segundo ele, o país está no caminho certo. "Estamos avançando passo a passo", afirmou.

Leia mais: Veja o especial do iG sobre o mundo árabe

De acordo com um analista ouvido pela rede americana, a Jordânia - se comparada com outros países árabes da região - é muito mais aberta e permite protestos dessa natureza. O rei Abdullah 2°, porém, goza de pouco prestígio atualmente. "Antes as pessoas não criticavam a família real publicamente", disse Elliott Abrams, da entidade Council on Foreign Relations e especialista em Oriente Médio.

"O rei prometeu realizar diversas mudanças, mas até agora nada aconteceu", sentenciou Abrams.

Nos últimos dois anos, Abdullah 2° demitiu ao todo quatro premiês. Mesmo sem marcar uma data, o monarca afirmou que espera que as eleições parlamentares sejam realizadas até o final de 2012.

Com CNN e AP

    Leia tudo sobre: jordâniaprimavera áraberei abdullah 2°

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG