Ex-chefe de espionagem de Muamar Kadafi é extraditado à Líbia

Detido na Mauritânia, Abdullah al-Senussi era responsável pelos ataques direcionados a inimigos do ex-ditador líbio, morto em outubro do ano passado por rebeldes

iG São Paulo |

O governo da Mauritânia extraditou, nesta quarta-feira, o ex-chefe de espionagem do governo de Muamar Kadafi, Abdullah al-Senussi, à Líbia. A informação foi confirmada pela agência estatal de notícias do país, após muita polêmica sobre qual nação tinha a responsabilidade em julgá-lo.

AP
Ex-chefe de espionagem de Muamar Kadafi é extraditado

Senussi, um dos principais homens do regime de Kadafi, foi capturado dentro da fronteira da Mauritânia, no oeste da costa africana, em março. A disputa pela sua extradição envolveu, além da Líbia, a França e o Tribunal Penal Internacional, que queria julgá-lo por acusações de crimes contra a humanidade. O órgão mundial disse que não havia recebido nenhuma informação sobre a entrega do ex-chefe de espionagem às autoridades líbias.

"Ele foi extraditado para a Líbia com base em garantias dadas pelas autoridades locais", afirmou uma fonte governamental da Mauritânia à Reuters, sem dar detalhes sobre as negociações.

Saiba mais: Conheça a trajetória do excêntrico Muamar Kadafi

O porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da Líbia, Saad al-Shelmani, disse que não poderia confirmar a informação, mas comemorou a notícia. "Estamos pedindo isso há muito tempo e (a notícia) vai ser muito bem-vinda, se for verdade", comentou.

O ex-chefe de espionagem de Kadafi foi detido há seis meses em um voo do Marrocos para a capital da Mauritânia, Nouakchott, com um passaporte falso de Mali.

Durante o regime do ditador líbio, morto por insurgentes em outubro de 2011, Abdullah al-Senussi era responsável pela espionagem e ataques direcionados aos inimigos de Kadafi. O governo francês também o acusa de ter participado de um bombardeio aéreo em regiões do Níger, em 1989, no qual 54 cidadãos franceses morreram.

AP
Muamar Kadafi e Abdullah al-Senussi em foto de 2009

    Leia tudo sobre: LíbiaMuamar KadafiMauritâniaMundo Árabe

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG