Medida prevê que ex-ministro da era Mubarak seja detido ao tentar retornar dos Emirados Árabes Unidos para o Egito

O ex-primeiro-ministro egípcio e candidato à presidência, Ahmed Shafiq foi posto em uma lista de monitoramento aeroportuária, o que significa que ele pode ser detido se tentar retornar ao Egito.

Ahmed Shafiq, em campanha às eleições em maio
AP
Ahmed Shafiq, em campanha às eleições em maio

Integrante do antigo regime do ex-presidente Hosni Mubarak, derrubado durante um levante popular em 2011, Shafiq deixou o país com destino aos Emirados Árabes Unidos depois de perder a eleição presidencial para Mohammed Morsi em junho.

Shafiq, que foi apontado como primeiro-ministro por Mubarak pouco antes de sua queda, em março de 2011, está sendo investigado por corrupção. Ele é acusado ainda de vender ilegalmente terras do Estado para os filhos do ex-presidente.

As razões que levaram autoridades a colocar o nome de Shafiq na lista ainda não estão claras, mas em casos similares no passado a pessoa cujo nome estava na lista acabou sendo detida em sua chegada ao aeroporto.

Acredta-se que Shafiq ainda esteja nos Emirados Árabes Unidos, depois de perder a disputa eleitoral para Morsi, cujo Partido da Liberdade e Justiça é ligado à Irmandade Muçulmana.

Antes de se tornar primeiro-ministro de Muabrak, Shafiq teve uma longa carreira como chefe da Força Aérea egípcia.

*Com BBC

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.