Grupo fez pedido de renúncia do presidente sírio para solucionar conflitos no país

EFE

Os chefes da diplomacia árabe pediram em Doha que o presidente da Síria, Bashar al Assad, renuncie ao poder para solucionar o conflito que o país atravessa, informou nesta segunda-feira a agência oficial de notícias catariana "QNA".

Leia também:  Soldados sírios entram no Líbano e bombardeiam fronteira

Os ministros de Relações Exteriores dos países da Liga Árabe pediram também na noite deste domingo aos opositores sírios, incluindo os rebeldes do Exército Livre Sírio (ELS), para que formem um Governo de transição.

O primeiro-ministro e titular de Exteriores catariano, Hamad bin Jassim al Thani, que lidera o chamado Grupo de Contato para a Síria da organização pan-árabe, assegurou que há um "consenso árabe sobre a renúncia rápida de Assad em troca de garantir-lhe uma saída segura". 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.