Kofi Annan começa contatos na Síria onde se espera reunião com Assad

Em proposta, enviado da ONU pede a formação de um Governo transitório no país

EFE |

EFE

O enviado especial da ONU e da Liga Árabe, Kofi Annan, iniciará nesta segunda-feira contatos na Síria, onde se espera que se reúna com o presidente, Bashar al Assad, para analisar a situação no país, em um momento no qual há uma nova iniciativa baseada sobre um Governo transitório.

Leia também:  Assad acusa os EUA de apoiar rebeldes para desestabilizar a Síria

Annan chegou na tarde de domingo a Damasco no qual é sua terceira viagem à Síria desde que foi nomeado mediador. As visitas anteriores foram no final de maio e de março passado. Após o fracasso do plano de Annan, que estipulava um cessar-fogo, em vigor desde o dia 12 de abril e violado pelas partes, sobre a mesa há agora uma nova iniciativa lançada pelo Grupo de Ação para a Síria (integrado por China, Rússia, EUA, França, Reino Unido, Turquia, Liga Árabe, ONU e UE).

Essa nova proposta, respaldada pelo próprio Annan, sugere a formação de um Governo transitório que inclua a representantes do regime sírio e da oposição. As autoridades sírias ainda não deram uma resposta oficial a essa iniciativa, mas meios de imprensa governamentais a criticaram porque consideram que não conta com a opinião dos cidadãos e esquece a existência de grupos armados. 

    Leia tudo sobre: síriakofi annanassadONU

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG