Corpo de ex-ministro de Kadafi é encontrado no Rio Danúbio

De acordo com família, Chukri Ghanem morreu devido a ataque no coração

EFE |

EFE
Foto de outubro de 2010 mostra o então ministro de petróleo libio Shukri Ghanem
O corpo do antigo primeiro-ministro líbio e último responsável pelo setor de petróleo do regime de Muammar Kadafi , Chukri Ghanem, foi encontrado neste domingo (29) no Rio Danúbio nos arredores de Viena, informou a polícia austríaca.

Os restos mortais foram encontrados às 8h40 da manhã (3h40 em Brasília), e uma vez resgatado, o corpo foi identificado como sendo do ex-ministro Ghanem, de 69 anos.

"Não foram encontrados sinais de violência ou indícios da participação de terceiros", explicou o porta-voz policial Roman Hahslinger, embora tenha ressaltado que todas as vias na investigação continuam abertas à espera que a autópsia determine as causas da morte.

"É possível que tenha se sentido mal, sofrido um ataque cardíaco e caído no rio", indicou.

Os investigadores apontam que Ghanem saiu de sua casa no domingo no início do dia e quando o corpo foi encontrado não estava há muito tempo na água.

Fontes familiares citadas pela imprensa austríaca também indicam que Ghanem morreu devido a um ataque no coração.

A polícia confirmou que nos últimos meses o antigo colaborador de Muammar Kadafi vivia em Viena, onde tinha um pequeno escritório no centro da cidade.

Leia também: Líder líbio diz que governo interino será mantido até eleições

Em maio, pouco antes da queda do regime, Ghanem, então ministro do Petróleo, abandonou a Líbia, se refugiou na Tunísia e posteriormente em Roma.

A deserção de Ghanem, que foi presidente da poderosa companhia estatal de petróleo líbia NOC, foi um duro golpe para Kadafi, já que era um dos dirigentes mais influentes dentro do círculo de poder líbio.

    Leia tudo sobre: líbiaChukri Ghanem

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG