Reeleito, Puccinelli afirma que perdoa adversários

Italiano de nascimento, Puccinelli é conhecido no MS pelo estilo empreendedor

Alessandra Messias, iG Campo Grande |

Nascido na Itália, na cidade de Viareggio, no dia 2 de julho de 1948, o governador André Puccinelli veio para o Brasil quando ainda era bebê, com cerca de um ano de idade, residindo na cidade de Curitiba (PR).

Passados dois anos, acabou mudando-se com seus pais para Porto Alegre (RS). Já no início da década de 60, retornou para Curitiba, onde estudou maior parte de sua vida.

Ocupou o cargo de secretário estadual de Saúde, entre os anos de 1983 a 1985. Em 1987 conseguiu se eleger deputado estadual, ocupando dois mandatos (87/91 e 91/95).

Em seguida, elegeu-se deputado federal (95/96). Foi eleito prefeito de Campo Grande, 1996, ocupando dois mandados (97/00) e 01/04).

Os principais institutos de pesquisa o apontaram como o melhor prefeito das capitais brasileiras. Realizou centenas de obras estruturais e sociais, melhorando significativamente a qualidade de vida em Campo Grande.

Foi responsável pela pavimentação de aproximadamente 300 bairros da Cidade Morena. Encerrou seu segundo mandato com 98% de aprovação, tornando-se o político mais popular de Mato Grosso do Sul.

Foi eleito Governador de Mato Grosso do Sul em 2006, obtendo 726.806 votos (61.34% dos votos válidos). Conseguiu colocar as finanças do Estado em dia e já no seu segundo ano de mandato executar uma série de obras responsáveis em acelerar o progresso e desenvolvimento de Mato Grosso do Sul.

Novamente é eleito governador de Mato Grosso do Sul, em 2010, e continua no mandato até 2014 com a aprovação de mais de 56% dos eleitores. Nesta eleição André sai fortalecido com 17 deputados estaduais ligados a Coligação Amor, Trabalho e Fé.
Como ele mesmo previa a coligação elegeu seis deputados federais e o Partido dos Trabalhadores que pertence a coligação A Força do Povo, apenas dois Vander Loubet e Antônio Carlos Biffi.

Nessa eleição o governador sai fortalecido e com as alianças dos principais partidos: PSDB, PTB, PTN, PMN, PTC, PSB, PMDB, DEM, PR, PPS, PRB, PRTB, PHS, e PTdo com 1862 filiados da coligação Amor, Trabalho e Fé I, II, III, IV e V.

André sai fortalecido com o apoio dos seis deputados federais eleitos Edson Giroto (PR), Reinaldo Azambuja (PSDB), Marçal Filho (PMDB), Luis Henrique Mandeta (DEM), Geraldo Resende (PMDB) e Fábio Trad (PMDB) e um senador Waldemir Moka (PMDB) e conta com a parceria da senadora eleita Marisa Serrano (PSDB).

Puccinelli não adiantou se pretende fazer reuniões com a oposição, mas afirma que é cristão e que já perdoou as agressões físicas e morais dos adversários.


    Leia tudo sobre: Eleições MSEleições Puccinelli

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG