PSDB repudia representação de PT contra coordenador

A assessoria jurídica do PSDB encaminhou no início desta noite nota à imprensa em que repudia as representações do PT, o qual acusa o PSDB de atacar a honra da presidenciável petista Dilma Rousseff. Os tucanos ressaltaram no texto que vão se manifestar sobre o caso "depois examinar as representações" e que a iniciativa dos petistas "não surpreende".

iG São Paulo |

A assessoria jurídica do PSDB encaminhou no início desta noite nota à imprensa em que repudia as representações do PT, o qual acusa o PSDB de atacar a honra da presidenciável petista Dilma Rousseff. Os tucanos ressaltaram no texto que vão se manifestar sobre o caso "depois examinar as representações" e que a iniciativa dos petistas "não surpreende". "Não é a primeira vez que o governo e seu partido tentam calar a imprensa e a livre manifestação de pensamento", criticaram.

O PT ingressou hoje com representação no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) em que pede a aplicação de multa de R$ 25 mil ao PSDB por propaganda antecipada e de conteúdo negativo contra a pré-candidata à Presidência da República, Dilma Rousseff. O partido pede ainda que seja retirado da internet o conteúdo negativo veiculado no endereço www.gentequemente.org.br. Na representação, o PT ressalta que o coordenador da pré-campanha de José Serra à Presidência da República, o tesoureiro tucano Eduardo Graeff, tem o domínio do site na internet.

"Os ataques à honra de Dilma Rousseff são eloquentes, em clara e nítida intenção de lhe denegrir a reputação e a imagem, com vistas a atingir sua pré-candidatura de maneira negativa", defende o partido no documento.

Além dessa representação, o PT pretende encaminhar outra semelhante ao procurador-geral da República, Roberto Gurgel. O objetivo é apurar a conduta do PSDB e de seu tesoureiro e coordenador.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG