PSDB quer formar bloco de oposição a Silval

Tucanos se aliam a PPS, PDT e PSB já de olho na corrida pela Prefeitura de Cuiabá em 2012

Kelly Martins, iG Cuiabá |

A executiva do PSDB de Mato Grosso já discute a proposta de formar com o PPS, PDT e PSB um bloco de oposição ao governador reeleito Silval Barbosa (PMDB).

A pretensão é obter um arco de alianças consistente para a disputa das principais prefeituras do Estado em 2012 e os dirigentes desses partidos já falam até em lançar candidatos de consenso para as eleições de 2014.

O PSDB esteve na última eleição em campo oposto ao das siglas que apoiaram o candidato Mauro Mendes (PSB) na disputa ao governo, enquanto os tucanos lançaram o ex-prefeito Wilson Santos.

Ao que tudo indica a rivalidade será deixada de lado para a formação do grupo que representará o primeiro foco de oposição ao governador.

Também lideram o bloco o deputado reeleito Percival Muniz (PPS) e o senador eleito Pedro Taques (PDT).

Para a presidente da Executiva Estadual da sigla tucana, deputada federal Thelma de Oliveira, não se pode somente fazer oposição se não tiver uma perspectiva futura.

"Só vale a pena fazer oposição ao atual governo se tiver um projeto futuro", frisou.

Em uma reunião realizada hoje, as lideranças regionais do PSDB optaram inicialmente por fazer um "mapeamento" nos diretórios municipais do Estado, para depois, definir se caminham com a ala oposicionista capitaneada por Mendes.

O deputado reeleito Guilherme Maluf (PSDB) avalia que, antes de tomar qualquer decisão sobre o rumo a tomar após a "crise" institucional pela qual passa a sigla tucana, é preciso conhecer e ter noção da estrutura partidária.

“Precisamos saber com quem podemos e com que não podemos contar. Vamos verificar quem continuará a caminhar conosco antes de aderir”, ressalvou.

A necessidade do levantamento se dá pela infidelidade de alguns prefeitos do PSDB durante a campanha eleitoral deste ano, quando decidiram migrar o apoio à reeleição de Silval Barbosa ao passo que o partido lançou Wilson

Santos como candidato próprio ao Palácio Paiaguás.

Por outro lado, a união poderá ser "minada" devido os interesses de vários componentes em concorrer a Prefeitura de Cuiabá em 2012.

O PSDB, por exemplo, já declarou que lançará candidato próprio e, provavelmente, decidirá pelo nome de Guilherme Maluf.

A estratégia vai de encontro com eventual candidatura à reeleição do prefeito Chico Galindo.

A deputada Thelma de Oliveira ressalta que o PSDB pretende manter um histórico de protagonista na disputa pela prefeitura da capital, no entanto, não descarta permanência do arco de aliança de Galindo.

Enquanto isso, Mauro Mendes, também se articula para chegar ao comando do Palácio Alencastro respaldado pela votação expressiva que obteve na eleição ao governo, quando ficou em segundo lugar.

    Leia tudo sobre: Política MTPolítica PSDBPolítica Silval

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG