PSDB goiano se inclina para Aécio

Equipe de transição discute tese de candidatura de mineiro à Presidência, mas Marconi pode estar no páreo

Rodrigo Viana, iG Goiânia |

O PSDB goiano poderá ficar ao lado do grupo de Aécio Neves (MG) na nova disputa de forças entre tucanos deve ocorrer somente a partir do ano que vem.

Formalmente, o assunto não está sendo discutido pela equipe de transição, mas os membros já começam a se posicionar nas discussões.

“Eu acredito que essa força de São Paulo para indicar candidato já se exauriu. Aécio ganhou força na eleição. mas isso não quer dizer que vamos nos alinhar automaticamente a Minas. Tudo será discutido no momento certo”, afirma cauteloso Antônio Faleiros, um dos membros da equipe de transição.

O presidente regional do PSDB e membro da equipe técnica da transição, Daniel Goulart, já havia afirmado ao iG anteriormente a insatisfação com a campanha de José Serra e a necessidade de Goiás ter mais espaço nas discussões nacionais.

Por enquanto, Antônio Faleiros afirma somente que o assunto principal da equipe de transição é a interlocução com o governador Alcides Rodrigues.

Além da busca pelo fortalecimento do PSDB goiano pode estar a ambição do governador eleito Marconi Perillo de alçar voos nacionais.

O suplente de Marconi no Senado, Cyro Miranda, já havia afirmado em entrevista à rádio que a meta do tucano não seria a reeleição em 2014, mas à Presidência da República.

Mesmo que não haja interesse em concorrer à Presidência, Marconi pode procurar se fortalecer dentro do partido para ter voz ativa na escolha do candidato.

A campanha de José Serra em Goiás, por exemplo, foi feita de forma tímida. Foram duas visitas do candidato sendo que o apoio explícito ao presidenciável só se deu no segundo turno.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG