Protestos contra lei anti-imigração do Arizona chegam ao Twitter e Facebook

México, 10 mai (EFE).- México, 10 mai (EFE).

EFE |

México, 10 mai (EFE).- México, 10 mai (EFE).- Os protestos contra a lei anti-imigração do Arizona chegaram as redes sociais Facebook e Twitter, onde é possível achar grupos e mensagens contra a norma que permite a Polícia do estado deter qualquer suspeito de ser imigrante ilegal. No Facebook é possível encontrar dezenas de grupos que expressam sua rejeição à lei, muitos deles com a cara da governadora Jan Brewer e a suástica nazista. No total, são milhões de pessoas que decidiram manifestar através desta rede social sua rejeição à lei SB1070; entre os mais numerosos está um grupo nova-iorquino que congrega cerca de 1,5 milhão de opositores. Um dos mais originais é "Sim, sou hispânico. Não, o senhor não precisa ver meus papéis", criado por Guillermo Hernández, um hispânico radicado no Arizona, e que conta com 25 mil seguidores. Menores são os grupos que pedem o boicote econômico, que congregam milhares de pessoas. Não ir às compras nesse estado dos EUA, apoiar que a governadora republicana Jan Brewer não possa viajar ao México e transferir eventos esportivos destacados que têm lugar no Arizona são algumas das sugestões dos internautas. Outro grupo pretende transformar o dia 23 de maio no Dia Mundial do Boicote Econômico ao Arizona. Por enquanto, ele conta com 694 seguidores. O Twitter, outra grande rede social, não tinha hoje nem a lei nem o boicote econômico entre os temas que protagonizam a maioria de suas mensagens, mas uma busca permite ver que o Arizona seguia estando presente nas mensagens dos internautas. No Twitter da governadora Brewer aparecem links para sua conta no YouTube e para notícias onde explica sua postura a favor da lei, mas não fala das mensagens de rejeição que a esta altura alguns usuários a dirigem. De acordo com os números oficiais do México, os visitantes mexicanos deixaram US$ 244 milhões no Arizona no ano passado; reciprocamente, o número foi similar. Segundo as estatísticas, o número de visitantes entre o Arizona e o México - nos dois sentidos - foi de 15,4 milhões de pessoas em 2009. EFE jrp/pb

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG