Propostas de candidatos de GO ficam em segundo plano

Programas eleitorais se limitam a mostrar realizações do passado

Rodrigo Viana, iG Goiânia |

O passado. Esse foi o mote do primeiro programa eleitoral dos candidatos ao governo de Goiás.

Em momento algum, foram citadas propostas para a nova gestão do Estado.

Vídeos repletos de entrevistas antigas dos candidatos certamente não
animaram pacientes espectadores.

Como consolo, restou apenas o carimbo de “importante” para áreas fundamentais como Saúde, Educação e Segurança Pública.

Em lugar de propostas, apareceram os cabos eleitorais de alguns.

Iris Rezende (PMDB) recorreu aos elogios do ministro da Agricultura Wagner Rossi.

Em socorro de Washington Fraga do PSOL, veio a fundadora do partido, a ex-senador Heloísa Helena.

A paternidade do programa Bolsa Família dominou a apresentação de Marconi Perillo (PSDB). O tucano garante ser o mentor da ideia e não o presidente Lula.

Por fim, Vanderlan Cardoso (PP) explorou imagens da natureza para associá-lo como candidato “novo e diferente”.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG