Prefeito de Gurupi diz que Gaguim 'quer um bode expiatório'

Abdala contesta afirmação do governador do Tocantins de que a Prefeitura está `inadimplente¿ com a União

Gilson Cavalcante, iG Tocantins |

Em nota divulgada hoje de manhã o prefeito de Gurupi, Alexandre Abdala (PR), contestou declarações do governador Carlos Gaguim (PMDB) feitas ontem à noite durante debate com estudantes universitários naquela cidade. Gaguim disse que o Governo estava impedido de firmar convênios porque a Prefeitura esta inadimplente com a União.

“Caso procedesse tal afirmação, o município não poderia celebrar convênios de realização de obras como Upa 24 horas, sede do Samu, duplicação da BR-153, campos de futebol, centro olímpico, creche, pavimentação asfáltica e Ceasa. Tudo isso, minha boa gente, em parceria com o governo Federal,” explicou o prefeito em sua nota.

Abdala disse ainda que, com essa atitude, o governador e candidato à reeleição quer ressuscitar “a famigerada intenção de fazer governo paralelo em Gurupi.” O governo paralelo, segundo ele, é o governador levar algum benefício para o município por meio de um deputado estadual de sua base política. O prefeito assegurou que não é a primeira vez que Gaguim tenta prejudicá-lo politicamente.

“Em junho deste ano – lembra Abdala – o governador noticiou nos principais jornais do Estado que eu teria o acusado de ter abandonado o município.” E acrescentou, através da nota: “Se o governo do Tocantins não fez o que deveria ter feito pelo município e região, não adianta agora, nas vésperas de eleições, desviar o foco das responsabilidades apontando o dedo ou encontrando um bode expiatório.”

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG