Pré-candidatos a prefeito de Cuiabá iniciam articulações

Cinco nomes são cotados entre os partidos para suceder Chico Galindo no comando da Capital nas eleições de 2012

Kelly Martins, iG Cuiabá |

Pelo menos cinco nomes são cotados para a disputa e começam a ser trabalhados pelos seus grupos políticos para dar sustentação ao projeto.

Além do próprio prefeito da capital, Chico Galindo (PTB), integram a lista o secretário executivo do Ministério das Cidades, Rodrigo Figueiredo, e o candidato derrotado ao governo Mauro Mendes (PSB).

Também pleiteiam o cargo o deputado estadual Guilherme Maluf (PSDB) e o vereador cuiabano Lúdio Cabral (PT).

Rodrigo Figueiredo é filiado ao PP e tem o respaldo do grupo liderado pelo governador reeleito Silval Barbosa (PMDB).

O peemedebista já chegou a declarar que o secretário executivo reúne condições políticas para aglutinar aliança consistente em torno de uma proposta que possa dar continuidade às ações positivas do governo Maggi.

O apoio também é manifesto pela liderança do PP no Estado, composta pelo deputado federal Pedro Henry e o ex-deputado estadual José Riva, que o consideram como bom nome.

Por outro lado, Figueiredo prefere não comentar o assunto e avalia que é muito cedo para discutir o pleito.

O empresário Mauro Mendes (PSB) é considerado um dos principais nomes da oposição.

Apesar de ter declarado não estar disposto a enfrentar mais uma eleição, Mendes vem sendo “assediado” por seus correligionários para que mude de idéia e saia candidato ao comando do Palácio Alencastro.

O socialista conquistou 31,85% dos votos, o que equivale 472.452 eleitores ao passo que Silval obteve 51%, representando 759.755 votos.

Para a cúpula do PSB, o reflexo de aceitação foi positivo e aponta que os socialistas não possuem nenhum outro nome de representatividade para lançar na disputa.

Já o PSDB deverá emplacar o nome do deputado estadual Guilherme Maluf, que sinalizou ter a pretensão de ser candidato ao pleito.

A sigla não abre mão de lançar um candidato tucano à prefeitura o que coloca em xeque a aliança com o PTB, selada em 2008.

A composição foi feita para a reeleição do então prefeito Wilson Santos (PSDB), que deixou o cargo em abril ao vice petebista Chico Galindo para disputar o Governo. O tucano, porém, acabou saindo derrotado da disputa.

Líderes do PTB também manifestam que querem Galindo no comando do Palácio, mas o chefe do Executivo garante que não faz parte dos seus planos permanecer por mais quatro anos na administração municipal.

O vereador petista Lúdio Cabral, que disputou sem êxito uma das 24 vagas de deputado estadual, defende a tese de que o PT precisa lançar um candidato em 2012 para que o partido recupere a sua força no Estado.

O parlamentar teve 11.431 votos, no entanto, antes das eleições gerais, o partido tinha 2 deputados estaduais, 1 federal e 1 senador. Agora, só possui uma cadeira na Assembleia Legislativa e na Câmara Federal.


    Leia tudo sobre: Eleições MTEleições Cuiabá

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG