Votação da Petrosal no Senado fica para 6 ou 7 de julho

Adiamento se deve à falta de quórum: embora o painel aponte 56 senadores, a maioria esteve presente de manhã e foi embora à tarde

Agência Estado |

O líder do governo no Senado, Romero Jucá (PMDB-RR), confirmou nesta tarde que a votação do projeto de criação da Petro-Sal, estatal que vai controlar os contratos de exploração das novas reservas de petróleo em águas ultraprofundas, foi adiada para o dia 6 ou 7 de julho. O adiamento se deve à falta de quórum no Senado: embora o painel aponte o comparecimento de 56 senadores, a maioria registrou presença pela manhã e embarcou de volta para seus Estados no início da tarde, para participar das festas de São João.

A previsão é de que a próxima semana seja ainda mais esvaziada na Casa por causa dos festejos de São Pedro e da reta final das convenções partidárias, até 30 de junho. O próprio Jucá adiantou que não virá a Brasília na próxima semana.

    Leia tudo sobre: jucásenadosão joão

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG