Vídeo mostra filha de Roriz recebendo propina no mensalão do DF

Deputada federal foi flagrada em vídeo recebendo maço de dinheiro do delator do escândalo, Durval Barbosa

Severino Motta, iG Brasília |

A deputada federal Jaqueline Roriz (PMN-DF), filha do ex-governador do Distrito Federal, Joaquim Roriz, foi gravada pelo delator do mensalão do DF, Durval Barbosa, recebendo um maço de dinheiro. A gravação é anterior à campanha de 2006, quando a parlamentar concorria a uma vaga na Câmara Legislativa de Brasília.

null Leia o especial do iG sobre o escândalo do mensalão do DF

No vídeo, revelado em reportagem veiculada nesta sexta-feira pelo site do jornal o Estado de S. Paulo , ao qual o iG teve acesso, Jaqueline entra na sala de Durval com seu marido, Manoel Neto, e recebe do ex-secretário de Relações Institucionais do governo de José Roberto Arruda R$ 50 mil.

Neto chega a cobrar de Durval um maior empenho no repasse de recursos. Ele pede “seis” parcelas e não “de três a cinco” como Durval diz que conseguiria.

O escândalo do DF foi revelado pelo iG em novembro de 2009. De acordo com o Ministério Público, o ex-governador Arruda, que chegou a ser preso, liderava um esquema de desvio de recursos públicos para enriquecimento pessoal e para o pagamento de deputados da base aliada. O esquema foi desmontado com a operação Caixa de Pandora da Polícia Federal.

Na época em que noticiou o escândalo, o iG trouxe a público o vídeo em que Arruda aparecia recebendo propina . Além disso, a reportagem revelou diversos vídeos que incriminavam outros envolvidos. Também obteve acesso ao conteúdo do inquérito que deflagrou a operação Caixa de Pandora e  antecipou os principais acontecimentos relacionados ao caso .

Após o vídeo que incrimina Jaqueline Roriz vir a público nesta sexta-feira, a reportagem entrou em contato com o gabinete da deputada, mas até o momento não obteve uma resposta da assessoria de imprensa da parlamentar.

Em nota divulgada em 14 de março, a deputada federal Jaqueline Roriz (PMN-DF) disse que o dinheiro recebido de Durval Barbosa, delator do esquema de corrupção no Distrito Federal (DF), é oriundo de caixa 2 de campanha eleitoral. "Durante a campanha eleitoral de 2006, estive algumas vezes no escritório do senhor Durval Barbosa, a pedido dele, para receber recursos financeiros para a campanha distrital, que não foram devidamente contabilizados na prestação de contas da campanha", afirmou a deputada. Jaqueline anunciou ainda que vai tirar uma licença médica de cinco dias da Câmara dos Deputados.

Além do dinheiro que aparece no vídeo, Jaqueline Roriz teria recebido outros repasses do ex-secretário de Relações Institucionais do Distrito Federal Durval Barbosa. As suspeitas são do procurador-geral da República, Roberto Gurgel.

Segundo Gurgel, Durval disse, em depoimento ao Ministério Público, que os recursos entregues à Jaqueline não ficaram restritos apenas aos que aparecem nas imagens. "Ele ( Durval ) se referia àquelas imagens e fazia referências de que teria havido outros pagamentos", afirmou Gurgel. O procurador-geral disse ainda que o Ministério Público tem poucas dúvidas sobre a origem desses recursos. "Tudo aponta no sentido de que seja ilícita ( a origem )", afirmou.

    Leia tudo sobre: mensalão do DFescândalo do DFArrudaJoaquim Roriz

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG