Vice-prefeito de Campinas diz estar preparado para assumir cargo

Demétrio não comentou sobre a avalanche de denúncias de corrupção que cobriu a cidade no primeiro semestre deste ano

AE |

selo

AE
O vice-prefeito de Campinas, Demétrio Vilagra (PT), que chegou a ser preso em operação da polícia contra a corrupção na prefeitura
Em carta divulgada neste sábado, o vice-prefeito de Campinas, Demétrio Vilagra, a quem será passado o cargo de prefeito após a cassação de Hélio de Oliveira Santos (PDT), afirmou estar preparado para assumir a administração. "Não posso nem vou, neste momento, falar como prefeito. Como vice-prefeito, porém, reitero que estou preparado para assumir o cargo de prefeito em prol da cidade que precisa voltar a caminhar a passos largos rumo ao desenvolvimento econômico e social", informou em nota.

Demétrio não comentou sobre a avalanche de denúncias de corrupção que cobriu a cidade no primeiro semestre deste ano. O petista não repercutiu a possibilidade de, assumindo o cargo, poder ser alvo de uma nova Comissão Processante.

Nem tampouco falou sobre o impeachment do homem que ele apoiou para governar Campinas. "Entendo que este momento deva ser canalizado em uma ação em prol do município, para que Campinas saia fortalecida da crise e volte a crescer, de maneira legal e totalmente transparente", afirmou. "Tenho um pacto com Campinas e com as metas para que a cidade cresça. Não compactuo com o erro." 

O vice-prefeito pediu o apoio de todos os partidos, vereadores e empresários, da mídia e da sociedade. Caso Demétrio seja também alvo de um impeachment, quem assume a Prefeitura é o presidente da Câmara de Campinas, Pedro Serafim Júnior, do mesmo PDT de Hélio. O vereador, no cargo máximo do Executivo, terá então de convocar eleições diretas.

Leia a íntegra da carta publicada no blog do vice-prefeito:

"Bom dia a todos,

Não posso nem vou, neste momento, falar como prefeito – algo que só farei quando for empossado pela egrégia Câmara Municipal. Como vice-prefeito, porém, reitero que estou preparado para assumir o cargo de prefeito em prol da cidade que precisa voltar a caminhar a passos largos rumo ao desenvolvimento econômico e social.

Entendo que este momento deva ser canalizado em uma ação em prol do município, para que Campinas saia fortalecida da crise e volte a crescer, de maneira legal e totalmente transparente.

Reitero também o compromisso que tenho com os eleitores e com o plano de metas que elegeu a atual gestão em uma coligação multipartidária. Tenho um pacto com Campinas e com as metas para que a cidade cresça. Não compactuo com o erro.

O fim da estagnação causada pela crise só será possível, no entanto, se todos agirem com racionalidade política e união. Conclamo, então, todos os partidos, vereadores, empresários, mídia e a sociedade como um todo para que este seja o momento final da crise e para que cresçamos com ela."

Demétrio Vilagra

    Leia tudo sobre: dr. hélioimpeachmentcampinascorrupção

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG