Vereador acusado de matar colega se entrega à polícia

Assassinato ocorreu em Franco da Rocha (SP) durante uma tradicional romaria realizada na cidade

AE |

selo

Divulgação
Leozildo Aristaque Barros (esq.) é acusado de matar Rodrigo da Cruz França (dir.)
O vereador de Franco da Rocha (SP), Leozildo Aristaque Barros (PT), se entregou à polícia por volta das 15 horas de hoje. Aristaque compareceu à delegacia seccional da cidade, onde presta depoimento. No começo da semana a Justiça de São Paulo já havia decretado a sua prisão. O vereador é suspeito de matar a tiros o colega de Câmara Municipal, Rodrigo da Cruz França (PV), na última sexta-feira, 5.

Os vereadores participavam de uma romaria tradicional na cidade de Cajamar quando se desentenderam e discutiram. Barros sacou uma arma e acertou França, que chegou a ser socorrido, mas morreu no hospital regional da cidade.

A comitiva, que ia de Franco da Rocha para Pirapora do Bom Jesus, fez uma pausa em Cajamar. A briga aconteceu após o almoço e a Polícia Militar (PM) foi acionada por volta das 15 horas. Segundo a polícia, havia pelo menos 300 pessoas na romaria quando os disparos foram efetuados.

Apesar de envolver dois vereadores, o delegado Emídio Machado Neto, titular da delegacia seccional de Franco da Rocha, para onde o caso foi encaminhado, descartou a hipótese de crime político. Rodrigo da Cruz França estava em seu terceiro mandato na Câmara Municipal, da qual chegou a ser presidente.

    Leia tudo sobre: Assassinato em Franco da RochaPTPV

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG