Verba das Comunicações cairá pela metade, diz Bernardo

Orçamento do ministério das Comunicações terá corte de R$ 500 milhões

Agência Estado |

O ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, disse na noite de hoje que o orçamento da sua pasta deve cair praticamente pela metade como resultado do programa de cortes de gastos de R$ 50 bilhões anunciado pelo governo federal. De acordo com a assessoria do ministério, o orçamento das Comunicações deve passar de cerca de R$ 950 milhões para aproximadamente R$ 450 milhões.

Após proferir palestra na sede do Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e Região, na capital paulista, Bernardo disse que terá uma reunião com os técnicos do ministério na quinta-feira (17) para definir que programas e projetos terão de ser cortados. "Vamos trabalhar com o orçamento que for definido para nós e vamos ter de nos adequar", afirmou. "Vamos ter de cortar viagens, diárias, uma série de coisas. O Ministério das Comunicações vai fazer tudo isso."

Apesar da restrição orçamentária, Bernardo disse acreditar que os projetos prioritários do ministério deverão ser mantidos. "O relato que recebi é de que esses (os principais programas) serão preservados", afirmou.

Segundo Bernardo, entre os projetos prioritários do Ministério das Comunicações estão o de popularização da banda larga e os programas de inclusão digital, como os telecentros. "Até onde sei, uma boa parte desses recursos está reservada para a gente trabalhar sem problemas", afirmou.

    Leia tudo sobre: Comunicaçõescorteorçamento

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG