"Vamos falar ainda muito com Kassab", diz presidente do PT-SP

Edinho Silva explica importância de vencer na capital paulista para garantir hegemonia de PT no Brasil

Adriano Ceolin, iG Brasília |

Site oficial
Edinho Silva, presidente do PT-SP
O presidente do Diretório Estadual do PT em São Paulo, Edinho Silva, ressaltou a importância de vencer a eleição na capital paulista e voltou a defender com ênfase a aliança com atual prefeito paulistano Gilberto Kassab (PSD)

“Ganhar na capital não só muda (configuração) de forças no Estado. Muda em todo o País”, diz Edinho ao iG . “A cidade de São Paulo representa 13% do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro e detém sozinha oito milhões de eleitores”, explica.

Para concretizar o desejo de voltar a governar a capital ( interrompido com a derrota da petista Marta Suplicy para José Serra (PSDB) em 2004 ), Edinho defende mais do que outros dirigentes partidários a aliança com Kassab e o seu PSD.

“Estamos só no começo das conversas e vamos falar ainda muito com Kassab. Ressalte-se. Vamos falar muito ainda com o prefeito!”, afirma Edinho. O atual prefeito ofereceu um nome de vice na chapa de Haddad durante reunião com Lula.

Em entrevista exclusiva ao iG na segunda-feira , Fernando Haddad afirmou que Kassab "está no fim da fila" nas negociações para formação de alianças para disputar a Prefeitura de São Paulo.

Edinho fez questão de marcar presença ontem na cerimônia que marcou a saída de Fernando Haddad do Ministério da Educação, evento que funcionou como lançamento da candidatura à prefeitura paulistana.

A cerimônia de ontem no Palácio do Planalto -- com a presença do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ainda em tratamento contra o câncer -- só deu uma mostra como o PT e o governo federal vão se empenhar para vencer na capital.

Belo Horizonte e Rio

Enquanto joga todas as suas forças na eleição paulistana, o PT investe pouco nas duas outras maiores capitais do País. No Rio de Janeiro, a cúpula nacional petista é contra o lançamento de candidatura própria e defende o projeto de reeleição do prefeito Eduardo Paes (PMDB).

Em Belo Horizonte, ocorre situação similar. O PT aceita até participar de uma aliança com o rival PSDB para garantir a reeleição do atual prefeito Márcio Lacerda (PSB). Atual vice-prefeito, Roberto Carvalho (PT) tenta concorrer contra Lacerda.

    Leia tudo sobre: HaddadKassabEdinho

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG