Valor a ser liberado para emendas será discutido, diz Dilma

"Isso ainda está sendo discutido dentro do governo. Vocês saberão", disse a presidenta

AE |

selo

A presidenta Dilma Rousseff afirmou hoje que o valor a ser liberado para as emendas parlamentares ainda está sendo fechado. "Isso ainda está sendo discutido dentro do governo. Vocês saberão", disse ao ser questionada se o governo pagaria mais do que R$ 1 bilhão para as emendas, após cerimônia de cumprimentos aos oficiais generais promovidos.

Durante a reunião de Dilma com líderes aliados, a ministra de Relações Institucionais, Ideli Salvatti, anunciou que seria empenhado R$ 1 bilhão de emendas dos parlamentares neste mês. O anúncio, no entanto, não deixou os políticos satisfeitos, uma vez que queriam um valor maior. O governo está conversando com a base aliada em uma tentativa de acalmar os ânimos, exaltados nos últimos dias devido à forma como o Planalto vem conduzindo a crise em alguns ministérios comandados por partidos da base aliada.

A presidenta foi ainda questionada sobre se o desafio dela era o combate à corrupção. "Meu desafio neste país é desenvolver e distribuir renda. Esse é o meu desafio. O resto a gente tem de fazer por ossos do ofício", respondeu. Perguntada se os ministros continuavam com seu apoio e especificamente se os ministros da Agricultura, Wagner Rossi, e do Turismo, Pedro Novais, continuavam com seu apoio, ela declarou: "Todos (têm meu apoio)".

    Leia tudo sobre: GovernoDilmaemendas

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG