'Um presidente nunca se esquece de nada', diz Dilma

Presidenta responde jornalistas durante visita a cidade de Caruaru, a 130 quilômetros do Recife

AE |

selo

"Um presidente nunca se esquece de nada", afirmou ontem à noite a presidente Dilma Rousseff, em Caruaru, cidade do agreste localizada a 130 quilômetros do Recife. A presidente falou rapidamente a jornalistas durante sua visita ao Museu Mestre Vitalino, considerado pela Unesco o maior centro de arte figurativa da América Latina. Ela havia sido indagada se a visita à famosa festa de São João da cidade serviria para esquecer problemas e política.

Apontando para o lado esquerdo da cabeça, a presidente disse que "esse lado de cá lembra de tudo, sabe de todos os desafios que temos pela frente". Em seguida apontou para o lado direito da cabeça e complementou: "e o lado de cá fica muito feliz quando vê o povo brasileiro, essa alegria que é contagiante do povo brasileiro, do povo nordestino, do povo de Caruaru".

A presidente havia acabado de abraçar pessoas, beijar e afagar crianças entre as centenas de populares que a aplaudiam e gritavam seu nome, na sua primeira viagem a Pernambuco depois da posse.

Solta, simpática, sorridente, Dilma também abraçou e posou para fotos com os artesãos Severino Vitalino e Marliete Rodrigues da Silva, de quem ganhou peças de artesanato em barro que qualificou de "obras de arte".

A de Severino, "O Vaqueiro derrubando o boi", uma réplica de uma das conhecidas obras do pai famoso, Mestre Vitalino (1909-1963), que viveu na casa onde foi instalado o museu e moldou no barro o cotidiano nordestino, sua gente e seus costumes. A de Marliete, especialista em miniaturas, intitulada "Mulher ralando o milho". Marliete é filha de Zé Caboclo, o maior dos muitos discípulos e seguidores de Vitalino.

A presidente destacou - ao se dirigir aos jornalistas, sem conceder entrevista - o prazer de retornar a Caruaru, que havia visitado em 2009. "Volto porque essa festa é uma das mais bonitas do Brasil", afirmou ao lembrar que também tinha uma dívida com o povo pernambucano, que ajudou na sua eleição.

Ela desembarcou às 20h no aeroporto local, acompanhada dos ministros da Comunicação, Helena Chagas, e da Integração Nacional, Fernando Bezerra Coelho. Seguiu direto para o museu e em seguida foi a um jantar fechado oferecido pelo prefeito José Queiroz (PDT), com muito forró e cardápio regional - bobó de camarão, sarapatel, escondidinho de charque, bolo de rolo, pé de moleque e comidas de milho.

Sempre ao lado do governador Eduardo Campos (PSB), a noite se encerraria no Pátio do Forró, onde a presidente iria assistir a shows com muita sanfona e zabumba antes se retornar a Brasília. Caruaru disputa com Campina Grande, na Paraíba, o título de melhor São João do Brasil.

Em Caruaru a festa começou no dia quatro e se estende até o dia 29, com a apresentação de 300 artistas. Deve atrair um milhão de pessoas e a expectativa de movimentação financeira no período é de R$ 80 milhões.

    Leia tudo sobre: dilmadilma rousseffsão joão

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG