TV pública fecha contrato de R$ 54 mi para divulgar governo Lula

A EBC captará e transmitirá ao vivo a agenda presidencial, e distribuirá imagens de eventos do governo e das viagens do presidente

Agência Estado |

selo

Por R$ 54 milhões, a menos de dois meses da eleição e sem licitação, o governo assinou dois contratos de prestação de serviços com a Empresa Brasil de Comunicação (EBC) - a antiga estatal Radiobrás, transformada em TV pública pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Pelo contrato, a EBC ficará responsável pela captação e transmissão ao vivo da agenda presidencial, distribuição de imagens de eventos do governo para emissoras do País e do exterior, além da cobertura das viagens do presidente.

A EBC fará ainda a documentação em áudio e vídeo dos principais atos e fatos do governo federal, produção e gestão do canal NBR - a TV do governo federal -, diversos produtos de rádio, como o Café com o Presidente e A Voz do Brasil, bem como serviços de locução de solenidades, clipping dos principais meios de comunicação e produção de reportagens especiais multimídia para o Portal Brasil.

O secretário de Imprensa da Presidência, Nelson Breve, disse que a contratação da EBC obedeceu ao que estipula a Lei 11.652/2008, que extinguiu a Radiobrás e criou a TV pública. Essa lei teve origem numa polêmica medida provisória aprovada no primeiro semestre de 2008. "Desde que a EBC foi criada, passamos a ser clientes dela, mas não tínhamos verba própria para pagar pelos serviços. Neste ano, nosso orçamento conta com R$ 60,5 milhões para a contração desses serviços", afirmou. As informações são do jornal "O Estado de S. Paulo".

    Leia tudo sobre: EBCTV públicaLulagoverno federal

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG