Tucano ligado a Serra reage a tese da 'refundação'

Presidente municipal do PSDB de São Paulo não é a favor da 'candidatura natural' de Aécio Neves em 2014

Agência Estado |


selo

O candidato derrotado da oposição à Presidência, José Serra (PSDB), deve continuar a influir decisivamente nos rumos do partido, que vem recebendo apelos por uma "refundação". A tese é do presidente municipal do PSDB de São Paulo, José Henrique Reis Lobo, que relativiza a ideia de que o tucano Aécio Neves seja candidato natural para 2014.

"Francamente, eu não entendi bem, até agora, o que quer dizer ‘refundação’ do PSDB, porque ninguém ainda explicou devidamente", afirmou Lobo. Com bom trânsito entre serristas e alckmistas, Lobo deixa claro que os planos de Aécio encontrarão forte resistência em São Paulo. "Se a expressão for apenas um eufemismo usado pelos que querem a renovação das lideranças do partido, pessoalmente tenho outra opinião", disse.

Ainda assim, Lobo procurou ressaltar a importância da convivência entre as velhas lideranças e os novos quadros do partido. "A refundação do partido se dará não pela substituição das atuais lideranças, mas pela definição do tipo de oposição que pretendemos fazer ao governo que vai se instalar", disse.

Embora não desminta os rumores de que Serra poderá se candidatar à prefeitura da capital paulista em 2012, Lobo vê para o tucano um destino diferente. "Esse contexto vai impor um papel fundamental a José Serra, que extrapolará o de candidato a prefeito de São Paulo." As informações são do portal estadao.com.br.

    Leia tudo sobre: psdbrefundaçãoaécio neves

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG