Tucano e petista comentam fala de Serra sobre BC

Sérgio Guerra endossou a opinião e garantiu que o PSDB agirá com responsabilidade na economia, caso eleja o próximo presidente

Agência Estado |

As declarações do presidenciável do PSDB, José Serra, de que, se eleito, daria opiniões sobre a atuação do Banco Central, repercutiram entre os presidentes do PSDB e do PT. Em entrevista à Rádio CBN na manhã de hoje, Serra disse que o BC "não é a Santa Sé" e não está "acima do bem e do mal".

"Agora quem acha que o BC erra é contra dar autonomia de trabalho ao BC?", disse o pré-candidato na entrevista.

Guerra endossou a opinião de Serra e garantiu que o PSDB agirá com responsabilidade na economia, caso eleja o próximo presidente. "Não deve mudar nada do ponto de vista da sustentação da política econômica, em relação ao BC, ao câmbio flutuante, às metas de inflação", disse o tucano. "No BC teremos outro presidente e outra diretoria, mas ninguém vai dar um tiro no pé."

Já Dutra ironizou a fala de Serra: "Será que ele vai forçar a decisão de juros para baixo e para cima de forma artificial?" Questionado sobre a possibilidade de Serra intervir nas decisões do Banco Central, Dutra respondeu: "Eu duvido que ele faça isso, mas acho que a gente não vai ter como comprovar, porque ele não vai ganhar a eleição."

    Leia tudo sobre: banco centraleleições 2010

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG