Tucano diz que Marta Suplicy deve explicar denúncias no Turismo

Presidente do PSDB, deputado Sérgio Guerra associou ex-ministra a suspeitas investigadas pela Operação Voucher da PF

AE |

selo

AE
Presidente do PSDB associou denúncias no Turismo à época em que a pasta esteve sob comando de Marta e aliados
O presidente do PSDB, deputado Sérgio Guerra (PE), cobrou explicações da senadora Marta Suplicy (PT-SP) sobre as denúncias de corrupção no Ministério do Turismo que levaram à prisão de 35 pessoas na Operação Voucher da Polícia Federal . "As denúncias que estão aparecendo não começaram no governo atual nem com o ministro atual, vêm de muito antes, vêm da Marta, sim, do tempo da Marta. Ela tem que explicar isso também", cobrou Sérgio Guerra, durante entrevista coletiva.

Guerra acrescentou que observou em Pernambuco a liberação de recursos públicos para a promoção de festas, sendo que parte delas não chegou a ser realizada. "Vi no meu Estado 20, 30 festas que tiveram dinheiro do ministério e metade delas não se realizou. De repente, festa virou prioridade nacional", criticou o tucano.

Ele observou que os mesmos funcionários que cuidavam da liberação de emendas na gestão de Marta continuam na pasta. "São os mesmos que estão aqui, sob responsabilidade do governo do PT. Ela não pode ficar nas estrelas pensando que foi lá que isso aconteceu. Foi no ministério que ela dirigia", arrematou.

O ex-presidente da Embratur e ex-secretário-executivo do Ministério do Turismo Mario Moysés era ligado à senadora . Trabalhou no gabinete dela na Prefeitura de São Paulo e foi coordenador de sua campanha à Prefeitura em 2008.

A Operação Voucher investiga desvios de recursos públicos no valor de R$ 4,4 milhões, relacionados a convênios de capacitação profissional no Amapá com o Instituto Brasileiro de Desenvolvimento de Infraestrutura Sustentável (Ibrasi).

    Leia tudo sobre: ECONOMICOPOLITICA

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG