TSE: Plebiscito custaria R$ 300 milhões aos cofres públicos

Presidente do TSE afirma que Justiça Eleitoral está pronta para promover consulta popular sobre a questão do desarmamento

Agência Brasil |

A Justiça Eleitoral está pronta para promover uma consulta popular sobre o desarmamento, afirmou nesta quinta-feira (14) o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Ricardo Lewandowski. Segundo o ministro, a consulta custaria aos cofres público em torno de R$ 300 milhões, valor gasto pela Justiça Eleitoral para realização das últimas eleições.

Lewandowski ponderou, no entanto, que será necessário um prazo para organização da consulta pública. "Em primeiro lugar, quero dizer que a Justiça Eleitoral está preparada para fazer a consulta popular. Seja um plebiscito, que ocorre antes da decisão, ou seja referendo, que é uma consulta posterior", afirmou Lewandowski.

O presidente do TSE defendeu que a população sempre seja ouvida sobre questões importantes para a sociedade. "Creio que dentro da democracia participativa que vivemos inaugurada pela Constituição de 1988 o povo deve ser ouvido sempre que possível nas decisões cruciais que afetam a sociedade."

    Leia tudo sobre: tseRicardo Lewandowskidesarmamento

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG