TSE multa governador Teotônio Vilela em R$ 5,3 mil

Segundo denúncia, político se beneficiou de inserções veiculadas para exaltar ações do governo estadual; ministro descarta cassação

Agência Brasil |

O governador de Alagoas, Teotônio Vilela (PSDB), foi multado em R$ 5,3 mil pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) em sessão na noite de terça-feira. A multa foi aplicada pelo tribunal ao apreciar representação de Ronaldo Lessa (PDT), adversário político e uso indevido de meios de comunicação na campanha.

Leia também: Teotônio Vilela entra com ação contra LDO aprovada

Agência Brasil
Ministro achou que crime não foi tão grave para pedir a cassação de Teotônio Vilela Filho

Segundo a denúncia, o tucano se beneficiou de inserções veiculadas em meios de comunicação locais para exaltar ações do governo estadual a fim de recuperar bens danificados pelas enchentes de junho de 2010.

De acordo com o relator do processo, ministro Arnaldo Versiani, a Justiça Eleitoral havia autorizado o governo a veicular inserções para tranquilizar a população. O ministro ressaltou, no entanto, que as últimas quatro inserções, divulgadas em setembro, não haviam recebido o aval da Justiça.

Para Versiani, a multa é devida porque, apesar de as inserções não promoverem nenhum candidato, Vilela acabou beneficiado pela ação. No entanto, o ministro entendeu que a situação não era tão grave para merecer a pena da cassação.

Saiba mais: Em Alagoas, Lessa pede a cassação do mandato de Teotônio Vilela

A multa também foi aplicada ao vice, Thomas Nonô (PMDB), à coligação e a outros envolvidos na veiculação de propaganda. O único voto divergente foi do ministro Marco Aurélio Mello, que queria a cassação dos mandatos.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG