TSE mantém prisão de presidente da Câmara de Angra

A prisão foi decretada durante apuração de inquérito que investiga a compra e a venda de votos e uso de repartição pública

Agência Estado |

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) manteve a prisão preventiva da presidente da Câmara Municipal de Angra dos Reis (RJ), Vilma Teixeira Ferreira dos Santos. A vereadora pedia ao TSE para aguardar em liberdade o julgamento do processo a que responde.

O ministro Marcelo Ribeiro, relator do caso no TSE, arquivou o pedido de habeas corpus feito por Vilma, que questionava a decisão do Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro (TRE-RJ). No último domingo, o TRE-RJ já havia negado o pedido.

A prisão de Vilma foi decretada durante a apuração de inquérito policial instaurado com base nos artigos que punem a compra e a venda do voto e o uso de repartição pública em benefício de partido ou organização de caráter político. Como vereadora e presidente da Câmara Municipal de Angra dos Reis, Vilma exerceria grande influência sobre as 23 testemunhas arroladas no inquérito, uma vez que todas trabalham ou trabalharam para a vereadora.

    Leia tudo sobre: câmara angra dos reis

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG