TSE cassa mandato de deputado federal infiel

Rodovalho foi eleito pelo DEM, deixou a sigla no final do ano passado e filiou-se ao PP

Severino Motta, iG Brasília |

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) cassou o mandato do deputado federal Bispo Rodovalho por infidelidade partidária. Eleito em 2006 pelo DEM, deixou a sigla e ingressou no PP, partido pela qual disputa sua reeleição. A Justiça enviará um comunicado à Câmara pedindo a cadeira do parlamentar, que ainda pode recorrer da decisão.

A cassação do mandato foi fruto de uma ação apresentada à Justiça por dois suplentes do deputado. Um deles, Izalci Lucas, deixou o DEM e hoje está no PR, por isso não pode assumir a vaga, que deve ficar com o segundo autor da representação, Osório Adriano.

Apesar da cassação, um longo caminho ainda deve ser percorrido até que Adriano possa assumir uma cadeira na Câmara. A praxe do Congresso é de afastar um parlamentar somente após a conclusão de todas as ações judiciais. Como ainda cabem recursos ao TSE e ao Supremo Tribunal Federal (STF) o mandato pode terminar antes do processo jurídico.

    Leia tudo sobre: tserodovalhocassaçãoinfidelidade

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG